SEJA BEM VINDO

SEJA BEM VINDO

sexta-feira, 6 de julho de 2018

Degustação Queijos e Vinhos Vinícola Aurora por Shibata Supermercados

 A cultura do vinho merece e deve ser propagada, então nós deixamos nossos elogios ao Supermercado que separou uma sala especialmente para receber seus clientes que amam vinhos e que tiveram a oportunidade de descobrir ainda mais esse universo apaixonante que é o vinho. 

Foto com a Sommelier Renata Priscila Guidoti

A sommelier da noite que apresentou os vinhos e espumante Aurora foi excepcional em didática e conhecimento, tornando a noite bem agradável.  Foi uma noite bem especial, tanto que queijos Scala  e frios estiveram acompanhando os vinhos apresentados aos 40 participantes.
Felipe do Shibata iniciou à noite e  Eduardo( representante) e Wilton ( supervisor)  acompanharam a noite de vinhos e queijos Aurora.

Houve uma aula sobre a origem do vinho, como degustar, harmonizar e depois degustamos os seguintes vinhos:

Prosecco Aurora:método charmat;  brut; coloração amarelo-clara; fresco, leve e equilibrado.

                                 
Vinho Reserva Cabernet Sauvignon :10 meses em barrica de carvalho francês e americano; aroma de chocolate e baunilha, casta cabernet sauvignon



Colheita Tardia:castas Malvasia/Semillon; aroma de nozes, castanha, harmoniza com sobremesas e queijos como gorgonzola.






Um momento descontraído, com bons vinhos nacionais e queijos deliciosos. Tim Tim e elogios a Aurora, Scala e ao Shibata Supermercados.

Roteiro de Vinho em Portugal com dicas incríveis( cultura, vinho, arte, culinária) - por Apreciadoras de Vinhos

Iniciar no mundo do vinho é desbravar lugares, sabores e sensações e na nossa última viagem juntamos vinho, arte, sabores e cultura. Prepare-se para aventurar-se conosco. Esperamos que gostem das dicas, pois acreditamos que compartilhar momentos, informações e a cultura do vinho é uma troca recíproca que nos ajuda e ajuda aos que gostam da bebida. Mencionamos nas postagens anteriores das vinícolas pessoas especiais que tornaram esse nosso passeio ainda mais marcante.
Vamos começar com alguns dos lugares que visitamos:

Hotel escolhido: Hotel Turim Saldanha em Lisboa. Essa foto representa um pouco do nosso quarto, música ambiente, uma banheira deliciosa, quarto confortável e  atendimento de alta qualidade.
                                                    https://www.turim-hotels.com/





Quinta da Regaleira: http://www.regaleira.pt/pt/

As informações de valores de entrada estão no site, esse lindo lugar fica em Sintra, poucos minutos de Lisboa. Caso for se programe de ir de transfer, de táxi ou de UBER( E TENHA O CONTATO PARA RETORNO), pois ao sair não vimos táxis na porta, pois o local é um pouco difícil o acesso, mas vale muito apena.
A Quinta da Regaleira constitui um dos mais surpreendentes monumentos da Serra de Sintra. Situada no termo do centro histórico da Vila, foi construída entre 1904 e 1910, no derradeiro período da monarquia.Os domínios românticos outrora pertencentes à Viscondessa da Regaleira, foram adquiridos e ampliados pelo Dr. António Augusto Carvalho Monteiro (1848-1920) para fundar o seu lugar de eleição. Detentor de uma fortuna prodigiosa, que lhe valeu a alcunha de Monteiro dos Milhões, associou ao seu singular projecto de arquitetura e paisagem o génio criativo do arquiteto e cenógrafo italiano Luigi Manini (1848-1936) bem como a mestria dos escultores, canteiros e entalhadores que com este haviam trabalhado no Palace Hotel do Buçaco.



Mesa de Frades: http://www.mesadefrades.com/
Fado tradicional em um lugar encantador, a capela de um velho palácio de Alfama.






Fomos de Alfa para o Porto São Bento, para comprar basta ir na estação Oriente ( Lisboa), as opções são primeira e segunda classe, e  vai uma dica valiosa,  compramos já ida e volta e ao comprar peça que o assento seja no sentido que vai o trem, pois por ele pode chegar a ir a 180km/h .Dentro do trem tem uma lanchonete com diversas opções para 3 horas de viagem. https://www.cp.pt/passageiros/pt
Fomos no primeiro horário,  então aproveitamos tranquilamente o Porto e voltamos no final da tarde.As opções de horário são diversas, mas chegue SEMPRE  uns 10 minutos antes, porque descobrir  a plataforma pode ser complicado.
Aqui  abaixo uma foto da estação que é conhecida por sua linda arquitetura.


Chegando ao Porto fomos a Ramos Pinto 

 Caso quiser saber mais sobre nossa postagem da Ramos Pinto acesse:https://apreciadorasdevinhos.blogspot.com/2018/06/ramos-pinto-por-apreciadoras-de-vinhos.html

Depois fomos degustar um delicioso bacalhau na Taberninha do Manel: https://www.facebook.com/taberninhadomanelgaia
Recomendamos os pratos de bacalhau e a sangria....maravilhosos e com preço justo.





























Por fim  passeamos, compramos alguns itens de decoração que tem em diversidade pela região do Porto e perto da estação e visitamos a livraria Lello:


https://www.livrarialello.pt/en-us/


 Ponto turístico já que esta livraria serviu de inspiração para nada mais nada menos do que a escritora do Harry Potter .



Herdade do Esporão:  Fica no distrito de Évora, Alentejo.Para chegar na região tivemos que contratar um transfer, nós ficamos muito satisfeitas com o André Prudêncio da Simply Transfer. Efetuou um preço justo e um atendimento pontual e excepcional.
Quer relembrar tudo sobre nossa postagem Herdade do Esporão acesse:
https://apreciadorasdevinhos.blogspot.com/2018/06/herdade-do-esporao-por-apreciadoras-de.html


Fomos da Herdade do Esporão para Azeitão com a Simply Transfer



Casa das Tortas: Quem passar por Azeitão tem que experimentar a  famosa torta de Azeitão


Saboreie os sorvetes  no Pedaços de Azeitão


Casa Museu José Maria da Fonseca: Fica em Azeitão, Portugal




Quer relembrar nossa visita a José Maria da Fonseca acesse: https://apreciadorasdevinhos.blogspot.com/2018/06/jose-maria-da-fonseca-por-apreciadoras.html




Palácio Queluz. Fica em Sintra. Palácio Nacional de Queluz e os seus jardins históricos constituem um dos exemplos mais extraordinários da ligação harmoniosa entre paisagem e arquitetura palaciana em Portugal.
Ilustram a evolução do gosto da Corte nos séculos XVIII e XIX, período marcado pelo barroco, o rococó e o neoclassicismo.
Mandado construir em 1747 pelo futuro D. Pedro III, consorte de D. Maria I, o Palácio de Queluz foi inicialmente concebido como residência de verão, tornando-se espaço privilegiado de lazer e entretenimento da Família Real, que o habitou em permanência de 1794 até à partida para o Brasil, em 1807, na sequência das invasões francesas.
https://www.parquesdesintra.pt/parques-jardins-e-monumentos/palacio-nacional-e-jardins-de-queluz/




Agro-Batoreu: visitamos a vinícola em Aveiras de Cima, próximo a Lisboa.Quer lembrar sobre nossa postagem acesse:
https://apreciadorasdevinhos.blogspot.com/2018/07/agro-batoreu-por-apreciadoras-de-vinhos.html














Finalize à noite em http://jncquoi.com/ ( dica especial para degustar um vinho no bar, o lugar é badalado e tem música ambiente). No local há também venda dos famosos macarons.


Transfer com a Simply Transfer

Bacalhoa : Degustação e visita ao Palácio Bacalhoa fica em Azeitão, Portugal. Quer relembrar nossa visita ao Bacalhoa acesse:

https://apreciadorasdevinhos.blogspot.com/search?q=bacalhoa




Lavadouro :Lugar para uma refeição rápida em Azeitão
















Finalize a noite no Rooftop Sky Bar Tivoli http://www.skybarrooftop.com/lisboa/ ( público variado de diversas nacionalidades, diversidade de drinks e boa música)

ESSE FOI NOSSO ROTEIRO!!!ESPERAMOS QUE GOSTEM DAS DICAS E ATÉ A PRÓXIMA VIAGEM !

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Bacalhôa por Apreciadoras de Vinhos






Hoje iremos falar sobre a Bacalhôa, em Azeitão ( Portugal) uma vinícola surpreendente seja bela riqueza de arte e cultura, tanto na degustação, quanto no Palácio Bacalhoa.
Oliveiras centenárias, artes, ladrilhos  e esculturas  emocionantes acompanhados de bons vinhos...preparem-se para o Universo Bacalhôa!



Em 1998, o Comendador José Berardo tornou-se o principal acionista e prosseguiu a missão da empresa, investindo no plantio de novas vinhas, na modernização das adegas e na aquisição de novas propriedades, iniciando ainda uma parceria com o Grupo Lafitte Rothschild na Quinta do Carmo.

Em 2007 a Bacalhôa tornou-se a maior acionista na Aliança, um dos produtores mais prestigiados nas categorias de espumantes de alta qualidade, aguardentes e vinhos de mesa. No ano seguinte, a empresa comprou a Quinta do Carmo, aumentando assim para 1200ha de vinhas a sua exploração agrícola.

A Bacalhôa dispõe de adegas nas regiões mais importantes de Portugal: Alentejo, Península de Setúbal (Azeitão), Lisboa, Bairrada, Dão e Douro.

O projeto implementado nas diversas quintas sob o tema «Arte, Vinho, Paixão» visa surpreender as expectativas mais exigentes. Das vinhas ao vinho, todo o processo vitivinícola é envolvido em vários cenários que incluem a tradição e modernidade, com exposições artísticas diversas, da pintura à escultura, nunca esquecendo as magníficas obras naturais.

Com uma capacidade total de 20 milhões de litros, 15.000 barricas de carvalho e uma área de vinhas em produção de cerca de 1.200 hectares, a Bacalhôa Vinhos de Portugal prossegue a sua aposta na inovação no sector, tendo em vista a criação de vinhos que proporcionem experiências únicas e surpreendentes, com uma elevada qualidade e consistência.




Vinhos degustados apresentados por  Raquel Dias :
1- Vinho Branco com castas Verdelho: sem estágio em madeira; apresenta cor amarelo palha, aroma de notas florais. Ganhou prêmios: Decanter Asia Wine Awards- Bronze(2017).
2-Vinho JP Private Selection: 12 meses em barrica de carvalho Francês,  castas( Castelão, Syrah e Cabernet Sauvignon)
3-Bacalhôa Moscatel de Setúbal: castas Moscatel de Setúbal; estágio de 1 ano em meias pipas usadas de carvalho; notas de prova:frutado, flor de laranjeira.

Palácio Bacalhoa:
Antiga propriedade da Casa Real Portuguesa, a Quinta da Bacalhôa – considerada a mais bela quinta da primeira metade do século XV – já foi palco de ensaios fotográficos da revista Vogue Paris, Look Magazine e Vogue Korea.
Atualmente, a Quinta da Bacalhôa pertence à Fundação Berardo, pertencente à família do mesmo nome e cujo patriarca é o Comendador José Berardo.







A arquitetura, a decoração e os jardins do Palácio foram influenciados ao longo dos séculos pelos diferentes proprietários, inspirados pelas suas viagens através da Europa, da África e do Oriente, contribuindo assim para o transformar numa jóia única.
Ao longo dos tempos, o Palácio foi sendo embelezado com azulejos portugueses do séc. XV e XVI evocando desenhos mouriscos e com uma casa do lago. Do interior ao exterior, poderá ver peças únicas da coleção de arte privada, passando pelos jardins e vinhas até à casa do lago onde podemos encontrar o primeiro azulejo datado em Portugal.

A 23 de Junho de 1910 foi classificada como Monumento Nacional.

  






A região de Azeitão  é conhecida por  ser a região dos Azulejos e é uma autêntica jóia para os apreciadores e colecionadores de azulejos. Entre as prateleiras da fábrica e da loja encontrará desenhos Europeus, Islâmicos e Chineses dos mais diferentes tipos, quer seja os azulejos pintados ou os de relevo, no estilo Hispano-Árabe do século XV e XVI.

Além dos azulejos dentro do Palácio tem muitas obras de arte de diversos anos e uma adega fechada dos proprietários.




Tim Tim e até a próxima postagem!!!