SEJA BEM VINDO

SEJA BEM VINDO

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Dia dos Namorados - CLICQUOT CAKE - Um lindo coffret para celebrar a data mais romântica do ano





A data mais romântica do ano tem destino certo! E a Veuve Clicquot a torna ainda mais memorável! O Clicquot Cake, um presente especial da marca, será oferecido aos casais que se hospedarem com o pacote de dia dos namorados* nos hoteis Unique (S. Paulo), Kenoa (Barra de São Miguel, AL), Nannai (Ipojuca, PE), Zorah (Trairi, PE) e Villa do Comendador (Pirenópolis, GO).

O casal será presenteado com o Clicquot Cake, uma deliciosa surpresa criada pela Maison para celebrar os 200 anos de aniversário do primeiro champagne rosé, criação da Madame Clicquot. Um lindo coffret em formato de bolo construído a partir de estilosas latas de tinta que, ao ser aberto, transforma-se em um elegante balde de gelo, acompanhando de uma garrafa de Veuve Clicquot Rosé de 750 ml, a estrela da festa. As latas de tinta desta inovação simbolizam a importância da cor na arte do assemblage, o segredo desvendado pela Madame Clicquot para a criação deste champagne em 1818.  Já o formato de bolo é em homenagem ao aniversário dos 200 anos do champagne Rosé.

Com o Clicquot Cake, qualquer data se torna especial para celebrar! So Clicquot... So Romantic!

Para reserva e informações sobre os pacotes, entrar em contato diretamente com o hotel participante da ação de namorados Veuve Clicquot:

Hotel Unique | www.hotelunique.com.br | (11) 3055-4700
Kenoa | 
www.kenoaresort.com | (82)3272-1285
Nannai Resort & Spa | www.nannai.com.br |81) 3552-0100
Zorah Beach Hotel | www.zorahbeach.com.br | (85) 98160-1249
Villa do Comendador | www.villadocomendador.com.br | (62) 3331-2424

Informações : Tema Assessoria de Comunicação

domingo, 3 de junho de 2018

LANÇAMENTO IMPORTADORA BARRINHAS: VINÍCOLA HERDADE DA MALHADINHA NOVA



Barrinhas agora é a representante exclusiva dos vinhos de uma das mais icônicas vinícolas portuguesas


 A Barrinhas agora é a importadora e distribuidora no Brasil da conceituada vinícola Herdade da Malhadinha Nova, localizada no coração do Alentejo, em Portugal. “Estamos felizes de ter em nosso portfólio uma marca tão importante quanto a Malhadinha. Uma das vinícolas que representa o que há de melhor entre tradição e modernidade nos vinhos portugueses”, diz Cláudio Moreira, diretor da Barrinhas.

HISTÓRIA

O século XX já vivia os momentos finais quando, em 1998, a família Soares (João, Paulo, Rita, João e Maria Antónia Soares) compraram uma propriedade em Albernôa. E lá, no coração do Baixo Alentejo, em terras há muito abandonadas,
fundaram a Herdade da Malhadinha Nova. A paixão, o empenho e a vocação da família em fazer as coisas muito bem feitas transformaram em solos capazes de dar vida a alguns dos melhores vinhos portugueses o que anteriormente era vazio e desolação.

Apesar do relativo pouco tempo de vida, a Herdade da Malhadinha Nova coleciona prêmios com uma velocidade de dar inveja aos melhores caçadores de troféus. Dentro e fora de Portugal, o reconhecimento de público e crítica foi quase imediato, com os rótulos alcançando altas pontuações em publicações especializadas e sendo recebidos pelos consumidores como vinhos de culto. E a razão de tamanho sucesso não é outra além de muito trabalho.

Eleita como “Melhor Produtor de Portugal em 2016”, pela Revista de vinhos
PRÉMIO MELHOR PRODUTOR DE VINHOS TRANQUILOS EM PORTUGAL 2014


Atribuído pelo Enólogo e Crítico de vinhos Anibal Machado

Enólogo Nuno González, eleito pela influente Revista de Vinhos como o enólogo revelação de 2018.


A enologia é comandada por uma dupla de respeito: amigo da família, o craque multipremiado Luis Duarte trabalha como consultor desde o início do projeto. E o jovem Nuno González (eleito pela influente Revista de Vinhos como o enólogo revelação de 2018) trabalha no dia-a-dia da casa como o enólogo-residente. Cabe aos dois manter a filosofia da Herdade da Malhadinha Nova, de vinhos de alta qualidade, com um estilo moderno e cheio de vida, frescor e poesia.

E tanto capricho na vinha e na adega, é claro, obriga a um cuidado especial com a imagem dos vinhos. As crianças emprestam os próprios nomes aos vinhos da casa e desenham os rótulos, carregados de pureza, delicadeza e da incomparável poesia infantil. Hoje são sete as linhas da casa: Monte da Peceguina, Malhadinha, Marias da Malhadinha, Menino António, Pequeno João, Malhadinha Late Harvest e os Monocastas. Além das edições limitadas.
A Herdade ainda produz um azeite de primeira qualidade, mel, cria Gado Alentejano e Porco Preto.

OS VINHOS:

Desde o início do projeto, a Herdade da Malhadinha Nova obteve reconhecimento imediato de público e crítica. Os vinhos foram bem recebidos, acumulando boas notas na imprensa especializada aliado a um sucesso comercial quase instantâneo. Claro que para tal ajudaram a imagem muito particular, a comunicação moderna e a distribuição bem feita. Entretanto, nada disso encontraria eco se dentro da garrafa os vinhos não entregassem a qualidade que todo o projeto prometia.

Hoje são sete linhas de vinhos, de diferentes estilos e ambições. Mas todos carregando em comum o respeito pela terra de onde vem e a identidade dos vinhos da Herdade da Malhadinha.

A linha Monte da Peceguina busca trazer o frescor e a identidade local para dentro da taça. Aposta em vinhos de boa intensidade aromática, francos e diretos, onde a fruta primária é a aposta principal. Disponível nas versões branco, tinto e rosado..
                         
                                              
                            
A linha Malhadinha entrega a beleza e a delícia da fruta amparada pela complexidade que a madeira, usada com parcimônia, confere aos vinhos. À fruta primária, somam-se aromas do estágio em barricas, assim como um volume e uma cremosidade maiores na boca. Mas sem deixar de lado a delicadeza e o frescor, marcas da casa. Disponível nas versões branco, tinto e rosado.








          


Na linha Varietal, a Malhadinha aposta nas melhores uvas de cada safra para mostrar o potencial que cada casta tem individualmente nas terras da Herdade. A idéia é deixar que a fruta se expresse, sem intervenções nem maquiagens, pintando um retrato fiel daquela variedade, naquele ano, naquele lugar. É a linha onde o conceito de terroir funciona na versão mais pura e fiel.
Entre os brancos, foram produzidos, em safras diferentes, vinhos com as uvas Antão Vaz, Arinto, Viognier e Verdelho.
Nos tintos, Touriga Nacional e Aragonêz já foram lançados pela vinícola.




                          

                              




Com as edições limitadas da Maria da Malhadinha, a Herdade apresenta vinhos tintos de alta gama, que apostam na intensidade da fruta, na firmeza dos taninos, ancoradas por estágio importante em barricas, que confere harmonia ao conjunto. São vinhos longevos, mas que mesmo novos já entregam grande prazer ao consumidor.

         





Na linha Varietal, a Malhadinha aposta nas melhores uvas de cada safra para mostrar o potencial que cada casta tem individualmente nas terras da Herdade. A idéia é deixar que a fruta se expresse, sem intervenções nem maquiagens, pintando um retrato fiel daquela variedade, naquele ano, naquele lugar.
É a linha onde o conceito de terroir funciona na versão mais pura e fiel.
Entre os brancos, foram produzidos, em safras diferentes, vinhos com as uvas Antão Vaz, Arinto, Viognier e Verdelho.
Nos tintos, Touriga Nacional e Aragonêz já foram lançados pela vinícola.


.
                       


                           




O Menino António é produzido apenas nos anos em que a Alicante Bouschet, uma das mais destacadas uvas do Alentejo, exprime de forma inquestionável o enorme potencial que tem. É um vinho feito na vinha, de vinificação minimalista, cujo objetivo é amplificar a qualidade que a uva traz do campo em anos especiais. É um tinto carregado de força e músculos, intenso, vigoroso, mas que, ao mesmo tempo, traz delicadeza e elegância para a taça.





 

O Olival da Malhadinha, plantado na década de 40 do século passado, dá origem a um azeite de elevada pureza, de qualidades gastronômicas únicas, com base na azeitona Galega, colhida à mão e processada no próprio dia.

OS ENÓLOGOS:

Para a enologia, a direção da vinícola investiu em ninguém menos do que um dos maiores enólogos do Alentejo: Luis Duarte. Duriense por nascimento, alentejano por adoção, Duarte tem um vasto currículo na região. Se hoje os vinhos que de lá saem são reconhecidos como grandes, muito se deve pela obstinação, talento e capacidade de investigação e entendimento de Luis Duarte. Um dos pioneiros na redescoberta do Alentejo que veio a partir do início dos anos 1990, o enólogo multi premiado participou de mais duas dezenas de projetos na região. E sempre trouxe a qualidade e a capacidade de realização como ativos na carteira.

E para não deixar nenhum espaço em aberto, a Malhadinha investiu em Nuno González, que, apesar de jovem, possui vasta experiência como enólogo dentro e fora de Portugal. Eleito enólogo revelação do ano em 2018, pela influente Revista de Vinhos, é Nuno quem cuida das questões do dia-a-dia na vinícola.
E ao lado do mestre Luis Duarte, a dupla é responsável por dar vida aos sonhos da família Soares: os grandes vinhos da Herdade da Malhadinha Nova.




                                                                     Turismo e cultura
                                      Herdade da Malhadinha Nova Country House & Spa

                                       








Outra aposta certeira da família foi no enoturismo. O Herdade da Malhadinha Nova Country House & Spa, que tem na junção entre o novo e o antigo, moderno e o tradicional, o diferencial principal. A paisagem bucólica alentejana emoldura objetos de design, cadeiras e iluminação de Philipe Starck, Charles & Ray Eames ou  Mariano Fortuny. E é justamente essa fusão entre o ambiente rural, o conforto e a elegância uma das principais valias do hotel.

Outro destaque é a gastronomia. O restaurante Wine & Gourmet tem a assinatura do estrelado chef Joachim Koerper, que conta com a colaboração do chef residente Bruno Antunes e da cozinheira tradicional Vitalina Santos, que oferecem o melhor da cozinha típica alentejana com a sutileza elegante dos grandes restaurantes europeus. A simplicidade de trabalhar apenas com os melhores e mais frescos produtos da estação aliada à criatividade e à tradição elevam o ato de comer à categoria de arte.

E, para finalizar, além de provar vinhos únicos, relaxar em um moderno spa tendo de fundo a inspiradora paisagem local, e provar pratos absolutamente deliciosos no restaurante do hotel, o hóspede ainda pode andar a cavalo ou participar de algumas das experiências temáticas oferecidas no hotel, com temas que vão desde fotografia a esportes radicais, passeios de balão, passando por culinária, dança, muita atividade cultural e, como não podia deixar de ser, vinho.


E, para finalizar, além de provar vinhos únicos, relaxar em um moderno spa tendo 
de fundo a inspiradora paisagem local, e provar pratos absolutamente deliciosos no
 restaurante do hotel, o hóspede ainda pode andar a cavalo ou participar de algumas
 das experiências temáticas oferecidas no hotel, com temas que vão desde fotografia
 a esportes radicais, passeios de balão, passando por culinária, dança, muita 
atividade cultural e, como não podia deixar de ser, vinho.


Afinal, na Herdade da Malhadinha Nova, atingir o intangível é o objetivo e a filosofia da casa.


Informações e fotos a imprensa:
Shirley Legnani

Debora Kojo

quinta-feira, 24 de maio de 2018

La Pastina lança a linha de vinhos Californianos da Beringer








A Beringer Vineyards, top 10 entre as marcas de vinhos mais vendidas no mundo, apresenta a linha Main & Vine. São 3 novos rótulos californianos, importados pela La Pastina, voltados para um consumidor jovem, que aprecia vinhos fáceis de beber no dia a dia.

Considerada a maior produtora de vinhos finos da Califórnia e uma das grandes responsáveis por inserir Napa Valley no roteiro mundial das regiões vitivinícolas, a Beringer é a marca preferida da América, com 87 milhões de garrafas vendidas ao ano.

A linha Main & Vine é composta pelos vinhos Beringer Cabernet Sauvignon, Beringer White Zinfandel e Beringer Chardonnay. São vinhos frescos e que refletem o rico terroir da Califórnia: sol o ano inteiro, ventos frescos, chuvas pontuais, diversidade de solo e de castas e agricultura revolucionária. Os vinhos da Beringer podem ser encontrados em todo o Brasil em lojas de vinhos, supermercados, delicatéssens e restaurantes.

Compartilhar uma garrafa de vinho com pessoas queridas proporciona memórias incomparáveis e inesquecíveis.

Beringer Main & Vine é inspirada pela crença de que a vida é melhor quando compartilhada com aqueles que mais amamos.

Confira os rótulos da linha Main & Vine da Beringer:

Beringer Main & Vine Cabernet Sauvignon: Este vinho tinto produzido com a casta Cabernet Sauvignon oferece sabores de frutas pretas, como cerejas e groselhas, com notas de baunilha e toques de carvalho, além de uma leve pitada de especiarias. Um vinho fácil de beber, mas com final marcante. Ideal para acompanhar pratos com carnes vermelhas grelhadas e assadas, massas com molhos de tomate, embutidos e queijos fortes como parmesão. Preço: R$ 77,00.

Beringer Main & Vine White Zinfandel: Este vinho rosé, produzido com a casta Zinfandel é muito apreciado por consumidores norte-americanos. Revela grande frescor e equilíbrio com notas de frutas vermelhas, pêssegos e toques cítricos. Com sutil doçura residual e agradável acidez, este vinho é perfeito para acompanhar aperitivos e coquetéis frios, como canapés, entradas leves, saladas de frutas e bolos de frutas. Preço: R$ 77,00.

Beringer Main & Vine Chardonnay: Este vinho branco, produzido com a uva Chardonnay, possui um rico sabor de frutas maduras e cítricas. É um vinho com cor brilhante, refrescante, cheio de sabor e aroma frutado. Harmoniza perfeitamente com carnes brancas grelhadas ou assadas, pescados e frutos do mar, além de massas com molho branco e queijos macios como o Gouda. Preço: R$ 77,00.


Serviço:
La Pastina
Site:
 www.lapastina.com
SAC: 0800-7218881 -
Informações : Tema Assessoria de Comunicação

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Vinícola Gassier, a mais importante de Sainte-Victoire (Côtes de Provence), chega ao mercado brasileiro com seus vinhos rosés por meio da Inovini.




O Rosé está no ar. Durante muito tempo estigmatizado como bebida para o verão, o vinho rosado finalmente ultrapassou as barreiras das estações climáticas e passou a fazer parte do cotidiano do enófilo no mundo inteiro. Uma das casas mais importantes de vinho rosé, o Château Gassier, chega agora ao Brasil pela Inovini com os vinhos Gassier Epure Mediterranee, corte de Cinsault, Syrah, Grenache, Caladoc e Carignan; e o Esprit Gassier Côtes de Provence, corte de 35% Grenache, 30% Cinsault, 25% Syrah, 10% Rolle, também disponível em versão magnum. O consumo de vinhos rosé apresentou um aumento significativo na última década na maior parte do mundo. Provavelmente em função de sua elegância e facilidade de harmonização. Nós da Inovini fomos aumentando nosso portfólio de rosés ao longo dos últimos anos, mas ainda faltava um “Provence”. A Gassier veio ao encontro do que buscávamos, pois é uma vinícola de renome internacional, com produtos de alta qualidade, rótulos atraentes e dispõe de um ótimo entry-level, que é o Epure.“, dizRita Ibañez, gerente da Inovini













Tal sucesso dos rosés se deve muito por conta da mudança de hábitos de uma nova geração de consumidores identificada com a leveza e a modernidade que os rosés trazem para o mundo do vinho. Não apenas no estilo, mas no modo de consumo descomplicado e descontraído. E quando se pensa em vinho rosado, definitivamente a Provence é a região que vem a cabeça. O Rosé da Provence é referência e serve de inspiração a todo produtor que se aventura nesse mercado.

O Château Gassier, fundado em 1982, nasceu de um casamento entre um homem, Anthony Gassier, e um terroir excepcional, a montanha Sainte-Victoire. Rodeado por 40 hectares de videiras, a 330 metros de altitude, ao pé do Monte Sainte-Victoire e a poucos quilômetros de Aix en Provence, o Château Gassier ocupa uma posição privilegiada onde se encontram as três apelações de origem da Provence. A Gassier vem de uma família cuja história é intimamente ligada à região. Os antepassados de Anthony foram reconhecidos como parte da nobreza provençal em 1421. E mesmo a produção de vinhos da família é antiga e data do final do século XIX


Mas para além dos títulos e honrarias, o que de melhor os vinhos do Château Gassier oferecem é a qualidade do que está dentro da garrafa. Desde 2010 eles produzem também vinhos orgânicos que chegarão ao mercado brasileiro em um futuro próximo. O estilo é o clássico provençal, onde a elegância, o frescor e a delicadeza formam a base de sustentação da casa. O reconhecimento da crítica francesa e internacional apenas corroboram a vocação de grandes vinhos produzidos pelo Château




Tipo: Rosé Seco
Uvas: Cinsault, Syrah, Grenache, Caladoc e Carignan.
Região: Provence
País: França
Preço sugerido: R$ 79,00



Tipo: Rosé Seco
Uvas: 35% Grenache, 30% Cinsault, 25% Syrah, 10% Rolle.
Região: Provence
País: França
Preços sugeridos: R$ 179,00 (750ml) e
R$ 379,00 (1,5L).




Sobre a Inovini:
Aurora, tradicional importadora presente no mercado brasileiro desde 1946, lançou em 2009 a marca INOVINI, divisão dedicada exclusivamente ao mercado de vinhos finos. A empresa que já atuava na importação e distribuição desse segmento optou por criar uma área específica para que o segmento ganhasse maior foco dentro da companhia. Com isto, agregou novas marcas ao seu portfólio e trouxe um time de profissionais com sólida experiência de mercado. Serviços: Tel.: (11) 3623-2280


Portal: http:// http://www.inovini.com.br/
Mídias sociais: facebook: www.facebook.com/inoviniimportadora
Instagram: https://www.instagram.com/inovinivinhos
Informações e fotos para a imprensa:

LEG Comunicação Estratégica

Vila Don Patto faz homenagem a Portugal




A ‘Vila Don Patto’, mantendo suas raízes, rende homenagem a Portugal, colocando na área externa de seu restaurante ‘Don Patto’ uma réplica das Ruas de Águeda, com a instalação de coloridas sombrinhas, disponível aos finais de semana e feriados.

Águeda é uma pequena cidade do distrito  de Aveiro, com 11 mil habitantes.  Seu cartão postal são as sombrinhas coloridas que alegram de uma forma muito particular as ruas no Verão e marcam o principal evento cultural da cidade (*Fonte Internet).


Vila Don Patto-Endereço: Estrada do Vinho, Km 2.5, Sorocamirim. São Roque – SP -  contato@viladonpatto.com.br -  (11) 4711-3001 – Instagram: @viladonpatto www.viladonpatto.com.br
Malu Abib Comunicação Estratégica  

‘O Julgamento de Paris’ para aquecer o Dia do Vinho





Quem ainda não assistiu não pode perder. E quem já assistiu, esta é uma excelente oportunidade para repetir a experiência, desta vez no interior da maior edificação de pedra basáltica da América Latina o astelo da centenária Vinícola Peterlongo (Garibaldi (RS). O filme O Julgamento de Paris será exibido pelo Wine Movie Peterlongo no Dia do Vinho, 2 de junho, a partir das 18h. Os ingressos estão à venda no varejo da vinícola ou pelo site www.sympla.com.br


A sessão terá ambientação especial, propícia para a estação mais fria do ano. O salão que abrigava a expedição da centenária vinícola e que hoje sedia grandes eventos dará espaço a uma sala de cinema com bancos, tapetes, almofadas e mantas para aquecer o público. Além da tradicional pipoca, muito pinhão e vinho. Os que desejarem podem levar cadeiras e mantas. A projeção é feita em HD em uma tela de 8x5 metros.

Wine Movie Peterlongo não apenas caiu no gosto do público como também passou a ser o cinema de Garibaldi, na Serra Gaúcha. Seguindo o estilo vintage da Capital Brasileira do Espumante, as sessões de inverno esbanjam charme e nostalgia.


O filme: O longa acompanha o início da indústria do vinho, em Napa Valley (Califórnia), durante os anos 1970, que resultou na vitória da vinícola californiana Chateau Montelena na competição internacional de melhor vinho em 1976, em Paris, responsável por colocar a localidade no mapa dos melhores produtores da bebida. Baseado em fatos reais, o filme mostra os bastidores do julgamento, contados pelo único jornalista presente à degustação que opôs alguns dos mais clássicos vinhos franceses com vinhos californianos e cujo resultado transformou a maneira como o vinho era visto no mundo





O que? Wine Movie Peterlongo
Quando? 2 de junho de 2018
Horário: 18h
Filme: O Julgamento de Paris
Duração: 1h50min
Onde? no interior do vinícola, abrigada pela maior edificação de pedra basáltica da América Latina (Garibaldi/RS)
Ingressos limitados: R$ 40 antecipado e R$ 50 no local (sujeito à disponibilidade)
Pontos de venda: varejo da Vinícola Peterlongo ou no site www.sympla.com.br
O ingresso inclui uma pipoca, uma taça personalizada e uma dose de vinho ou espumante
Atrações: pipoca, pinhão, food truck, além de espumantes, vinhos e suco de uva em taça e garrafa
Classificação: Livre
Fotos: Jeferson Soldi
Informações: Conceitocom Brasil-